01Site_2000x600_Artigos_de_abril-Dia_da_Terra2

Dicas sustentáveis para um dia a dia mais ecológico

Segundo a ONU, todos os anos são produzidos mais de 400 milhões de toneladas de plástico no mundo e, apenas 9%, é reciclado. 1/3 dos alimentos produzidos são desperdiçados, o que equivale a 1,3 mil milhões de toneladas deitados para o lixo. Só em Portugal, anualmente, cerca de 1 milhão de toneladas de alimentos são descartados. 

A Terra está a aquecer a um ritmo alarmante e existe uma relação direta entre o aquecimento global e o aumento das emissões dos gases com efeito de estufa provocados pelas ações Humanas. O principal dos gases é o CO2 (dióxido de carbono) que resulta da queima de combustíveis fósseis (como petróleo e gás) mas outras causas se juntam, como a desflorestação para criação de gado ou cultivo intensivo das terras que resulta na perda de fauna, flora, habitats e biodiversidade, a poluição dos oceanos ou a impermeabilização dos solos. 

É tempo de mudar para conseguirmos ter um futuro. No dia 22 de abril é comemorado o Dia Mundial da Terra e, se ainda não coloca em prática algumas atitudes amigas do meio ambiente, este é o mote perfeito. Torne o seu dia a dia mais sustentável ao introduzir pequenas alterações, mas significativas, a gestos diário. 

O Parque Nascente partilha algumas dicas simples e práticas.

Energia

1. Troque as lâmpadas tradicionais por lâmpadas LED, que possuem um tempo de vida maior, são mais eficientes permitindo poupar até 80% face às tradicionais e ajudam no combate à emissão dos gases com efeito de estufa;
2. Desligue todos os aparelhos que não usa durante o dia e noite para que não continuem a consumir energia, como carregadores de telemóvel esquecidos nas tomadas, fichas triplas ligadas, televisão ligada sem ninguém por perto, etc;
3. Prefira pilhas recarregáveis ao invés das tradicionais descartáveis;
4. Compre eletrodomésticos com a etiqueta energética classe A++ ou A+++ que permitem uma maior poupança de energia a longo prazo;
5. Potencie ao máximo a luz natural, ao abrir persianas e cortinas, e apague as luzes sempre que não precisa delas.

Alimentação e água

1. Opte por produtos sazonais porque são os alimentos mais ricos nutricionalmente, pelo que promovem uma alimentação saudável, são os mais económicos e têm um menor impacto ambiental; 
2. Organize as refeições da semana para que a gestão alimentar seja o mais eficiente possível;
3. Sempre que possível, faça compras a granel que são uma melhor opção por evitarem o uso de plástico ou cartão desnecessário. Para estas compras opte por colocar os ingredientes a granel em frascos, sacos de pano ou rede ou outros recipientes que leve de casa e reutilize vezes sem conta; 
4. Opte por produtos de origem local ou nacional que fomentam a economia nacional através de criação de emprego e incremento de rendimentos, mas, também com menor impacto no transporte dos alimentos e, muitos, provenientes de pequenas culturas que não usam químicos;
5. Poupe água com pequenos gestos. Desligue sempre que não está a usar, por exemplo, enquanto lava o cabelo ou os dentes, enquanto a água do banho aquece dirija a mesma para um recipiente para que a possa usar posteriormente, prefira duche a banho de imersão, feche bem as torneiras e evite o pingar que pode representar cerca de 6.000 litros anuais de desperdício (EPAL).

Consumo sustentável

1. Antes de comprar tenha em conta alguns fatores: se precisa do artigo, quantas vezes o vai usar, se têm qualidade suficiente para durar anos, se o cuidado com o mesmo é fácil de colocar em prática e de baixo custo;
2. Lojas de segunda mão e feiras de velharias são ótimas opções para encontrar artigos com história e perfeitos para ganharem uma segunda vida;
3. Utilize sacos de pano, rede ou tecido para fazer as compras e ande sempre com um, nunca sabe quando será necessário;
4. Reutilize materiais de forma criativa em vez de os tornar descartáveis. Jornais e revistas podem servir para limpar vidros, desenvolver projetos artísticos com crianças, enchimento para não deformar sapatos, entre outras opções;
5. Perceba a origem do produto: valorize se é oriundo de uma empresa que coloca em prática ações de responsabilidade social e ambiental, se não é testado em animais, qual o impacto da mão-de-obra, fabricação e transporte, se nenhum dos componentes é tóxico para o meio ambiente, entre outros cuidados.


A equipa Parque Nascente